ARQ+ Smart Construction faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Táticas para minimizar a transmissão de COVID-19 no ambiente construído

transmissao-virus-ambiente-construido-770x400.jpg
Pesquisadores do MicrobeNet do CDC e da Universidade de Oregon sintetizaram e analisaram informações sobre "vias e mecanismos comuns de troca de vírus, bactérias, fungos e protozoários".

Pesquisadores do Centro de Controle e Prevenção de Doenças MicrobeNet e do Centro de Biologia e Ambiente Construído (BioBE) da Universidade de Oregon, publicaram um documento descrevendo as vias de transmissão do COVID-19 no ambiente construído, na esperança de fornecer orientações para minimizar a propagação do vírus.

O artigo “2019 Novel Coronavirus (COVID-19) Outbreak: A Review of the Current Literature and Built Environment (BE) Considerations to Reduce Transmission”, começou a ser redigido no final do mês de março e sintetiza uma década de informações do MicrobeNet e Centro BioBE sobre “patógeno (bactérias, fungos, protozoários e vírus): caminhos e mecanismos de troca”, de acordo com o resumo. O documento ainda está  revisão, mas já foi publicado para disponibilizar as informações, devido à rápida disseminação do COVID-19 .

A equipe de pesquisadores examinou como o ambiente construído, incluindo edifícios, estradas e transporte público, pode acelerar a transmissão de patógenos como o COVID-19. Esses tipos de espaços e infraestrutura forçam uma interação estreita entre indivíduos, objetos e materiais hospedeiros que podem transmitir a doença e facilitar a transferência aérea de patógenos virais. A alta densidade de ocupantes pode promover a disseminação de patógenos, com espaços confinados geralmente incentivando a interação social e o contato direto entre os indivíduos. 

Ao entender claramente essas variáveis, os autores do artigo esperam que os responsáveis ​​pelas operações de construção possam tomar decisões com base científica sobre medidas preventivas, como distanciamento social e desinfecção de superfícies com soluções contendo 62% a 71% de etanol.

Os pesquisadores também destacaram a importância de práticas adequadas de ventilação de HVAC, mantendo os níveis de umidade relativa interna entre 40% e 60%, iluminação e exposição adequadas à luz do dia e configurações espaciais que podem desencorajar as interações sociais como opções para minimizar a transmissão de COVID-19. 

O rascunho completo do artigo pode ser baixado clicando aqui.

Para receber textos como este em seu e-mail, assine nosso boletim.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar