faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

gerry-roarty-fDzQTTDI7bs-unsplash.jpg

Reabertura e reocupação com segurança

Organizações e escritórios de arquitetura começaram a divulgar planos de como reabrir negócios. Reunimos alguns deles.

*atualizado em 29/06

À medida que alguns países suspendem o isolamento, independentemente de suas taxas de infecção e hospitalização terem atingido o pico ou não, organizações começaram a lançar guias sobre como voltar ao trabalho ou reabrir um negócio da maneira mais segura possível.

escritorios-pos-pandemia-.png

O Instituto Americano de Arquitetos lançou a primeira versão de sua Ferramenta de Avaliação de Reocupação. O guia de 19 páginas tem como objetivo “fornecer estratégias para reocupar prédios e empresas que estão em processo de transição de totalmente fechadas para totalmente abertas; fornecer uma série de medidas gerais de mitigação a serem consideradas, com o entendimento de que o risco de infecção só pode ser "achatado" e não totalmente eliminado. As soluções exigem uma abordagem coordenada entre os recursos de construção e as práticas operacionais". O guia usa os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, estrutura de "hierarquia de controles" de e informações de especialistas em saúde para configurar listas de verificação para condições gerais (parâmetros de linha de base) e controles do local de trabalho.

escritorios-pos-pandemia.png

Internacionalmente reconhecido por seu know-how em projetos de interiores corporativos a Perkins and Will reuniu seus experts em espaços de trabalho para elaborar o Road Map for Return. Trata-se de um guia com recomendações para os gestores organizarem um processo seguro, saudável e resiliente de retorno dos colaboradores ao escritório.

O guia propõe um plano de médio-prazo para a transição, abordando tópicos como:
· Preparo dos colaboradores
· Capacidade de lugares
· Priorização das necessidades de negócio
· Continuação do trabalho remoto

O plano foi desenvolvido seguindo recomendações de órgãos públicos internacionais de saúde e deve ser adaptado regionalmente de acordo com o cenário e diretrizes locais”, explica o arquiteto Renato Siqueira, Diretor de Operações do estúdio da Perkins and Will em São Paulo.

O Map Road for Return oferece perspectivas sobre a compreensão das fases da pandemia, estruturação do retorno, compreensão dos riscos, análise da disposição dos funcionários em retornar ao escritório, avaliação da continuidade do trabalho remoto, estratégias de expediente e carga-horária, novos protocolos, comportamentos e mensagens.

RESTAURANTES E BARES

Um dos segmentos mais atingidos da economia, foi o negócio de restaurantes e bares. Trabalhando com pequenas margens e, geralmente, com pouca rede de segurança para funcionários ou uma semana de baixo movimento (muito menos meses), os restaurantes também enfrentam uma das perspectivas mais difíceis de como podem reabrir com segurança, mantendo um fluxo de receita apropriado.

restaurantes-pos-pandemia.png

Em resposta a isso, o MASS Design Group, com sede em Boston e Ruanda, lançou um novo plano: “O papel da arquitetura no combate ao COVID-19: estratégias espaciais para restaurantes em resposta à COVID-19” abordando especificamente soluções de design para a indústria de restaurantes. Fundada há uma década “em resposta a uma doença epidêmica - tuberculose extremamente resistente a medicamentos - cuja transmissão aérea foi exacerbada pelas condições espaciais das enfermarias e áreas de espera do hospital”, o MASS vem trazendo sua experiência para os Estados Unidos desde o início da pandemia do coronavírus.
 

restaurantes-pos-pandemia-.png

Neste novo documento, a empresa apresenta algumas estratégias de design para "orientar os restaurantes enquanto trabalham para reabrir com segurança, viabilidade e vibração". Essas considerações importantes são: “avaliar novos protocolos de segurança alimentar e saneamento como desafios espaciais; examinar os espaços do seu restaurante com reconfiguração flexível em mente; entender que a regra dos seis pés não é uma solução dentro dos restaurantes; expandir para a rua e recuperar o papel do restaurante na esfera pública; e design for trust”. A empresa detalha cada etapa e os reúne em estudos de caso de dois restaurantes da região de Boston.

De acordo com uma pesquisa recente da Morning Consult, apenas 22% dos americanos se sentiriam à vontade para comer fora em um restaurante no próximo mês, com base no que sabem hoje sobre a pandemia de coronavírus. O que indica que os estabelecimentos de serviços de alimentação enfrentarão desafios significativos à medida que começar a diminuir gradualmente suas restrições de bloqueio. Agora, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA liberou um guia com as medidas a serem tomadas pelos estabelecimentos de serviços de alimentação para garantir a segurança na reabertura. O relatório inclui uma "ferramenta de decisão" que mapeia 12 etapas.

A ferramenta de decisão do CDC inclui três partes, cada uma fazendo uma pergunta diferente para os proprietários:

. Você deve considerar abrir?
. As ações de saúde e segurança recomendadas estão em vigor?
. O monitoramento contínuo está em vigor?

Dentro de cada seção, há uma lista de etapas adicionais, incluindo - em primeiro lugar - garantir que o estabelecimento esteja seguindo as ordens estaduais e locais. As diretrizes também enfatizam os procedimentos de segurança dos funcionários, limpeza e desinfecção adequadas do
ambiente, imposição de práticas de distanciamento social, monitoramento dos sintomas quanto a sintomas e estar pronto para se comunicar com as autoridades locais de saúde em caso de suspeita de novos casos. 

ACADEMIA, SALÃO DE BELEZA, PEQUENOS ESCRITÓRIOS 

Espaços comerciais usados com bastante frequência por muitas pessoas - academia, salão de beleza, escritório, escritório-corporativo e sala da aula – também ganharam orientações para o adequado funcionamento. O guia foi elaborado pelas arquitetas e urbanistas Maria Paula Dunel e Ingrid Joyce Almeida de Jesus.

manual-reocupacao-salao-beleza.jpg

O e-book Manual de Repaginação dos Ambientes de Trabalho – Pós-pandemia, visa contribuir com a sociedade a partir de uma série de informações e recomendações úteis para a essa retomada. Os ambientes são todos ilustrados e apresentam especificações que devem ser adotadas como número de ocupantes, áreas específicas para circulação, pontos de higienização, demarcações para garantir o distanciamento social, entre outros. Para a melhor adaptação dos usuários, o manual faz um comparativo dos ambientes no pré e pós-pandemia.

O manual é simples e prático, possui 44 páginas e pode ser adquirido gratuitamente.


BIBLIOTECAS

Zachary Zettler é diretor associado do escritório de arquitetura GBBN e um apaixinado por por projetos de bibliotecas. Durante a pandemia, sentiu falta de frequentar bibliotecas e do senso de comunidade que elas promovem. Junto com Amanda Markovic, também diretora associada do GBBN, eles criaram um guia para indicar o que bibliotecas podem fazer a curto e a longo prazo para adaptar espaços e comportamentos, a fim de garantir que as comunidades permaneçam seguras e resilientes diante de futuras pandemias. Espaço e tráfego; demanda aumentada por “terceiros lugares e limpeza são abordados no artigo. Confira aqui. 



Os guias acima podem ajudar arquitetos e gestores no planejamento da reabertura, mas é importante estar atento às orientações dos órgãos do governo e informações mais atualizadas.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar